04/02/2010

O Lusitano de Barcelona

Conhecer a Rosalía merecia um bon pano de fundo. A Rosalía é a filha da María, boa amiga e companheira de viagem: juntas iniciamos a aventura do doutoramento e juntas estamos a fazer também, infelizmente, a terrível travessia do luto pela morte do pai. Por essas coisas do destino as duas perdemos o pai da mesma doença e num breve espaço de tempo. Com ela, às vezes não é preciso nem falar....

Voltando ao cenário do nosso último encontro: os lusófilos temos agora em Barcelona um lugar bonito e acolhedor para degustar umas natas de Belém, um bom vinho do Porto e mais algumas delicatessen irresistíveis. Em O Lusitano, no coração do entranhável Poblenou, na rua Castanys 23, é possível matar saudades da maneira mais doce.

3 comentários:

  1. É fermoso compartir a viaxe con persoas tan lindas como tu.
    Grazas.

    ResponderExcluir
  2. ANTONIO BOTELHO DE MELO06/02/2010 04:16

    Meu pai morreu em 18 de Abril de 2001. Foi o dia mais triste da minha vida. Com o tempo, devagar, contextualizei, sofri calado e eventualmente me lembrei que ele quereria que eu gozasse a vida o mais possível - como se ele estivesse cá comigo. Nos meus pensamentos está. Mas foi uma nova e violenta forma de solidão, uma com que aprendi a viver. As minhas condolências e que possam enfrentar essa nova solidão, com as memórias e as lições que espero vossos pais vos tenham deixado

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada, António, e os meus sentimentos. Tens toda a razão: é esta uma nova forma de solidão, dolorosa e profunda. E para mim também de certo desamparo, apesar de não ser mais uma menina. Pensar cada dia no que ele quereria para mim é hoje a minha força. A bagagem de saber e experiências e o exemplo que nos deixaram faz o nosso caminho mais fácil.

    ResponderExcluir